coisas há fazer

estou desfazendo os fios da dor

que se tecem

cotidianamente

sob lençóis,

nos abraços,

entre nós.

 

estou desfazendo os fios da dor

que se tecem

cotidianamente

nos cafés

dos instantes

deste viver.

 

estou desfazendo os fios da dor

que se tecem

cotidianamente

nos meados

ao começo

e afins.

 

estou desfazendo os fios da dor

que se tecem

cotidianamente

entre o eu

os alheios

e este parecer.

 

estou desfazendo os fios da dor

que se tecem

coti…

diana…

mente.

Anuncios

no embaço do espelho

 

um espelho embaçado

orvalho da presença

muito próxima de sim mesmo

da boca, o hálito

do vidro, o reflexo

do sorriso, uma náusea

daquela outra imagem de si

(outro impróprio)

que se aplasta

e se disfarça alheio

semeando o sedimento

da maneiragem

do singelo

eu

que

doe-se

na pele contra pele

um raio desconforto dos olhos frente aos olhos

de sim

do singelo

eu