Mijando como as meninas

“É mejor mijar sentado…” me disse o Casio, lá na primavera dos meus doze anos, é provável que tivesse o rosto cheio de espinhos, na época eram mil e uns, “… experimenta para você ver” estávamos no corredor do terceiro andar da Escola Célia Sánchez – uma escola interna para crianças e adolescentes com asma crônica e diabetes, onde eu cursei dos anos.

Ele estava sentado no chão, abaixou as calças amarelas – uniforme da secundária – e sem pudor nenhum acertou o jorrinho dele no buraco por onde escorria a água em caso de chuva ou limpeza do corredor. A imagem é mais engraçada do que funcional.

Eu achei esquisito aquele gesto dele, risonho e provocador. Não lembro ao certo si naquela época eu concordei ou não, nem sequer lembro se testei, mas daquilo nunca esqueci.

Mijar sentado, ou como muitos diriam, como as meninas, é muito mais confortável: uma sensação de esvaziamento preenche o abdômen, que permite liberar também as pernas. Em casa é assim. Na casa dus amigus, assim é. A opção em pé fica para quando é inevitável: tem banheiro que não dá.

Na casa da Cló, quando o amor trasbordava pelas janelas e as lajes de La Habana, ela simplesmente exigia “faz xixi sentado, não suporto o barulho quando homem mija” era aquele som mais forte devido à altura da queda que lhe incomodava; e nos recém se conhecendo, e com ela era tudo ou nada: um sempre.

Então, entre banheiros limpinhos ou no conforto da casa, esse feito sempre que é possível… pois bem, eu mijo mesmo como as meninas: sentado.

Anuncios

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s