Sim e não: o equilibrio

Tantas vezes que já dissemos “sim” para os outros, estacando um “não” no nosso coração. Tantos “não” que negaram nossos desejos, sendo que era “sim” o que gostaríamos afirmar. Tanto o que de nós cortamos, tanto que deixamos de fazer por conveniência, por desamor, por não enfrentar.

Desde pequenos, assim é: aprender a conviver sem lutar. Aceitar, sem questionar. Calar, para não gritar. Ocultar, para não se expor. Fingir, para não ser.

Doe, não é? Arde no peito esse silêncio. Queima, furando o tecido ao redor do coração. Afoga o hálito, debilita, mata!

A negação de nós mesmos, de nossos desejos, de nossas buscas é a primeira morte que a gente experimenta. Só que este decesso é mais doloroso que a própria morte. É a dita, morte em vida.

Lá se vão muitos, zumbis de si próprios, acreditando em ideais que não creem. Sonhos comprados em liquidações de final de ano. Empregos que desgostam. Famílias que não se apreciam.  Verdades desvalidas de sentido. Aquelas liberdades carnavais. Amores que não se amam.

Eu digo não, e me reafirmo. Prefiro inventar-me sonhos por momentos e desistir deles se no próximo instante perderam sua validade. E pouco trabalhei na empregabilidade, sujeito a cansaço de um holerite. Amo só a imparcialidade de um abraço, dividido ao meio entre o cúmplice e o consenso de aceitar, quem quer que fosse e o que for que eu seja. Meu corpo não lhe pertence a qualquer autoridade, a nenhuma deidade, menos ainda, alguma dessas raras expectativas humanas.

E tudo isso é só, uma tentativa insana, interminável e desastrada: não estou procurando acertar.

Então não, maioria das vezes é um não mesmo. E se é um sim, que seja sim até que a verdadeira morte me apague.

Anuncios

2 pensamientos en “Sim e não: o equilibrio

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s