Opinião

Faz uns dias, estávamos sentados na mesa para jantar, e Benja, você me perguntou: “Oh pai, o que que é opinião?”

Eu pensei nos microssegundos do pensamento, é uma palavra grande, funda, dessas que se aprendem onde?  Pensei, ouvi direito?

“Opinião é…” te disse, e nesse outro instante do pensamento, duvidei o significado dela, duvidei porque eu me lembro até hoje de coisas que eu perguntei e meus pais me disseram, e que até hoje nunca esqueci. Queria acertar nas minhas palavras, ser simples em te dizer, e te explicar talvez para sempre o que aquilo significava “… opinião é aquilo que você acha sobre alguma coisa ou alguém”.

Tive um alivio.

“O qué?” seco, você me respondeu, perguntando.

Era um desafio.

“O que você acha, qual é sua opinião dessa comida?” eu disse. “Ruim, eu não gosto de mandioca” você disse, já apartando os pedacinhos do frango e do feijão com arroz. Afastei-me do exemplo, estava mais preocupado em você jantar.

“A festa de ontem que a gente foi, você que achou? Qual é sua opinião dela?”. A festa tinha sido boa, no Ateliê onde trabalho, tinhas ido com mamãe porque eu estava na função. “Ah ruim, eu não gostei que machuquei o dedo” era a negação, a postura do contra da qual tanto sou assíduo.

Daí eu “então Benja, mas a gente tem várias opiniões, não por isso você vai dizer que você não gostou da festa”. Você pensava, comíamos. “O que você gostou da festa?” e veio aquela frase sua interminável, daquilo e outro, tanta coisa gostosa que você gostara.

É isso, uma verdade não definia a verdade toda. Era somente pontos de vistas, vários, de alguma coisa. Nossa opinião instável e efêmera. Nosso fluido da realidade, apenas perspectiva.

Entendes, eu te explicava, podemos achar de várias maneiras sobre o mesmo, é isso que é opinião. Eu não tinha certeza se entendias, mas dai arrisquei mais.

“E você Benja, que você acha, qual é tua opinião de mim?” Você apartou o corpo da mesa, e olhando firme aos olhos disse, sem nenhum peso, livre de opinar e achar de mim o que quiseres. “Ah pai, eu gosto de você inteiro”.

Eu ri com orgulho besta. Rindo de mim tentando me explicar para você. E fiquei sem palavras e sem gesto, só o do garfo à boca, e do peito enchido de amor sem fim.

Ufff…

Anuncios

2 pensamientos en “Opinião

  1. diga pra ele que tem uma namorada na Ilha grande que gosta muito de seu jeito de quer, sentir e dizer seus sentimentos e suas opiniones. muitos besos pra ele. Tomara q siga assim!!!!

    Me gusta

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s